Home > Transparência > Banco Central recolhe R$ 25 milhões em dinheiro falso por ano no Brasil; saiba qual a nota mais falsificada

Banco Central recolhe R$ 25 milhões em dinheiro falso por ano no Brasil; saiba qual a nota mais falsificada

Em 20 anos, o Banco Central recolheu R$ 508 milhões em dinheiro falso no Brasil, o que equivale a cerca de R$ 25 milhões por ano desde 2000, conforme dados abertos do BC analisados pela agência Fiquem Sabendo

Reportagem em parceria com o Yahoo Brasil, acesse aqui.

Foram mais de 10 milhões de notas falsificadas retiradas de circulação até março de 2020, data da última atualização. A nota de R$ 50 foi a mais comum, com 4,4 milhões de cédulas fraudulentas recolhidas no período. Embora em menor quantidade (2,5 milhões de cédulas), as notas de R$ 100 representaram o maior valor em dinheiro falso: R$ 246 milhões, quase metade do total nas duas décadas. 

No período analisado, a média de cédulas falsas recolhidas se manteve estável entre 400 e 500 mil por ano. Apenas cinco Estados concentram 68,6% do total retirado de circulação pelo Banco Central desde 2000: São Paulo, com 3,5 milhões de cédulas falsificadas (35% do total) é o campeão, seguido por Rio de Janeiro e Minas Gerais, cada um com pouco mais de 1 milhão de notas falsificadas recolhidas no período, depois Paraná e Rio Grande do Sul, com mais de 600 mil cédulas falsas cada em 20 anos. 

Quer continuar lendo? Acesse aqui a reportagem completa no Yahoo Brasil.