Home > Segurança > Dobra número de brasileiros presos com drogas em aeroportos

Dobra número de brasileiros presos com drogas em aeroportos

Dobra número de brasileiros presos com drogas em aeroportos

Holandesa e equatorianos presos sob a suspeita de tráfico de drogas no aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro. Foto: Comunicação Social da Polícia Federal no Rio de Janeiro (12/07/2014)

O número de brasileiros presos sob a suspeita de tráfico de drogas em aeroportos do país dobrou de 71 para 142 entre 2014 e 2015.

Já a quantidade total de acusados _independentemente da nacionalidade_ flagrados com entorpecentes em terminais de passageiros brasileiros cresceu 45% (de 272 para 395) entre um ano e outro.

É o que aponta levantamento inédito feito pelo Fiquem Sabendo com base em dados da Polícia Federal por meio da Lei Federal nº 12.527/2011 (Lei de Acesso à Informação). (Veja o detalhamento dessas informações no infográfico abaixo.)

Dobram prisões de brasileiros com drogas em aeroportos

Esses números foram acompanhados pelo aumento das apreensões de algumas das principais drogas apreendidas com as chamadas “mulas” do tráfico (pessoas pagas para viajar com a droga escondida), como cocaína, maconha e anfetamina.

A quantidade de cocaína apreendida nos aeroportos de todo o país saltou de 1,3 tonelada para 1,5 tonelada entre um ano e outro; já as apreensões de maconha aumentaram, no período, de 172 quilos para 246 quilos.

De acordo com as informações disponibilizadas pela Polícia Federal, 70% das prisões de acusados de tráfico em terminais de passageiros se deram em São Paulo.

Só os aeroportos paulistas registraram 275 prisões em 2015 (39% a mais do que as 198 contabilizadas no ano anterior).

3 em cada 10 presos eram africanos

Afora os 172 brasileiros (36% do total) detidos na condição de “mulas” em 2015, as outras duas nacionalidades com maior quantidade de prisões foram a nigeriana (56) e a sul-africana (29).

Cento e onze (28% do total) das mulas do tráfico detidas nos terminais de passageiros do país no ano passado eram africanos.

Espanhóis lideram estatística entre europeus

Entre 2014 e 2015, 23 espanhóis foram presos com drogas nos aeroportos brasileiros, segundo o balanço disponibilizado pela Polícia Federal. Esse número é o maior entre os países de origem europeia com acusados detidos na condição de “mula” do tráfico.

A segunda nacionalidade europeia com maior quantidade de prisões foi a portuguesa, com 20 detenções entre 2014 e o ano passado.

De acordo com os dados da PF, ao todo, “mulas” procedentes de um total de 61 países foram presas nos aeroportos brasileiros em 2015.

Crise econômica influenciou aumento de prisões, diz especialista

Na avaliação do jurista e presidente do iaB – Instituto Avante Brasil (Instituto de Prevenção do Crime e da Violência), Luiz Flávio Gomes, o fato de o número de brasileiros presos com drogas nos aeroportos do país ter dobrado “é um dado assustador”, influenciado pelo crescimento acentuado do desemprego de 2014 para cá. (Assista, abaixo, a íntegra da entrevista concedida por ele.)

PF diz não comentar variações no número de ocorrências

A Polícia Federal disse por meio de nota enviada por sua assessoria de imprensa que “não comenta variações no número de ocorrências”.

Você também poderá gostar
Apenas 7 mulheres foram eleitas prefeitas das capitais brasileiras nos últimos 20 anos
Brasil registra mais casos de apologia ao nazismo em 2019 e 2020 do que nos 15 anos anteriores somados
Com florestas em chamas, governo Bolsonaro investiu 24% a menos no combate ao fogo em setembro
25 anos de atraso: os pedidos de acesso dos Estados Unidos sem solução
Estratégias e táticas para acessar informações públicas em 5 lições
Repórter da ProPublica fala sobre acesso a e-mails de políticos e servidores
Repórter da ProPublica fala sobre acesso a e-mails de políticos e servidores