Home > Mobilidade Urbana > SMS-Denúncia do Metrô recebe 121 queixas de música alta por mês

SMS-Denúncia do Metrô recebe 121 queixas de música alta por mês

SMS-Denúncia do Metrô recebe 121 queixas de música alta por mês

Corredor da estação Marechal Deodoro da linha 3-vermelha do metrô. Foto Paulo Pinto/Fotos Publicas (24/11/2015)

Entre janeiro de 2013 e setembro de 2015, o Metrô de São Paulo recebeu 3.981 reclamações decorrentes do volume alto de aparelhos sonoros por meio SMS-Denúncia (9-7333-2252), serviço que recebe reclamações de passageiros por meio de mensagem de celular. Isso representa uma média de 121 queixas a cada mês.

É o que aponta levantamento feito pelo Fiquem Sabendo com base em dados do Metrô obtidos por meio da Lei Federal nº 12.527/2011 (Lei de Acesso à Informação).

De acordo com as informações disponibilizadas pela empresa controlada pelo governo Geraldo Alckmin (PSDB), o número de reclamações por esse motivo vem caindo nos últimos anos. Entre janeiro e setembro deste ano, houve 490 queixas. (Veja o detalhamento desses dados no infográfico abaixo.)

SMS-Denúncia do Metrô recebe 121 queixas de música alta por mês

Serviço foi criado em 2011 e recebe 200 mensagens por dia

O SMS-Denúncia foi lançado em 26 de Janeiro de 2011 com o objetivo de combater o vandalismo, o comércio irregular, a mendicância e crimes dentro do sistema metroviário, segundo o Metrô. O serviço recebe em média 200 mensagens por dia.

Para denunciar, o usuário escreve uma mensagem com as características do possível infrator, a próxima estação em que o trem chegará, o número do carro em que está e envia o texto para o número 9-7333-2252. O Metrô garante o sigilo absoluto das denúncias.

 

Você também poderá gostar
acordo brasil eua
FS denuncia ao TCU ausência de transparência sobre salários de servidores nas estatais
Repórter da ProPublica fala sobre acesso a e-mails de políticos e servidores
Repórter da ProPublica fala sobre acesso a e-mails de políticos e servidores
Como fazer a FOIA (LAI) trabalhar pra você
Como fazer a FOIA (LAI) trabalhar pra você
Jornalismo de dados “raiz” | Entrevista com Lúcio Vaz
Jornalismo de dados “raiz” | Entrevista com Lúcio Vaz