Parceiros e prêmios

Prêmios

Em 2019, conquistamos dois prêmios para newsletter Don’t LAI to Me: Cláudio Weber Abramo de Jornalismo de Dados (primeiro lugar na categoria Dados Abertos) e o Prêmio Jornalismo-Mosca do Livre.Jor (segundo lugar).

Em 2020, a Fiquem Sabendo foi novamente finalista do Prêmio Jornalismo-Mosca do Livre.Jor, com duas reportagens na categoria principal e três na categoria universitária. Vencemos o primeiro lugar na categoria principal com o “caso pensionistas” e a categoria universitária com reportagem sobre as ações de despejo em São Paulo durante a pandemia

Também com o caso dos pagamentos de pensão do governo federal, a agência foi finalista na categoria Dados Abertos do Prêmio Cláudio Weber Abramo de Jornalismo de Dados 2020, concedido pela Escola de Dados (Open Knowledge Brasil) em parceria com a Abraji e a Transparência Brasil.

Projetos

Monitor de Dados Socioambientais

A Fiquem Sabendo, a Transparência Brasil e a Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) são parceiras na realização do Monitor de Dados Socioambientais, que visa fiscalizar e garantir o acesso a bases de dados e informações na área socioambiental. A colaboração se insere no projeto Achados e Pedidos, financiado pela Fundação Ford.

Fórum de Direito de Acesso à Informações Públicas

Como membros do Fórum de Direito de Acesso à Informações Públicas a Fiquem Sabendo promove denúncias conjuntas aos órgãos de controle, propõe melhorias para a legislação de transparência e apoia as ações coordenadas pelos demais integrantes. Recentemente coordenamos denúncia à CGU referente ao descumprimento da Política Nacional de Dados Abertos por órgãos responsáveis pela gestão socioambiental no país. 

International Center for Journalists (ICFJ)

Durante o ano de 2020 a agência o projeto “LAI e FOIA: diálogos transparentes Brasil-EUA”, criado para promover a conexão entre as legislações de acesso à informação de ambos os países, a Lei de Acesso à Informação (LAI) brasileira e o Freedom Of Information Act (FOIA) americano. 

A iniciativa, que tem apoio do Centro Internacional para Jornalistas (ICFJ, em inglês), busca divulgar boas práticas para o acesso à informação, fornecer técnicas e estratégias para driblar obstáculos, compartilhar experiências entre jornalistas e buscar os pontos de convergência entre as duas estruturas de transparência pública. 

Em cinco meses, a Fiquem Sabendo entrevistou seis especialistas, advogados e jornalistas, no Brasil e nos EUA, dando origem a uma série de conteúdos audiovisuais e artigos, incluindo guias com instruções para superar as principais barreiras ao acesso à informação e ampliar a transparência pública. As entrevistas em inglês foram legendadas e todas estão disponíveis no canal do YouTube da agência

Entre os americanos, participaram grandes referências do acesso à informação, como Michael Morisy, cofundador da MuckRock, Rachel Glickhouse, repórter e coordenadora de projetos da ProPublica, e David Cuillier, professor da Universidade do Arizona. 

No Brasil, foram entrevistados Lúcio Vaz, da Gazeta do Povo, Fernanda Campagnucci, diretora-executiva da Open Knowledge Brasil, e Karina Furtado Rodrigues, professora no programa de pós-graduação em ciências militares da Escola de Comando e Estado-Maior do Exército, consultora em transparência, integridade e políticas públicas.

Conheça mais sobre o projeto neste artigo do IJNET

Projeto Sem Sigilo

O Projeto Sem Sigilo é uma força-tarefa coordenada pela Fiquem Sabendo que reuni voluntários de todo o Brasil com o objetivo abrir informações que estavam sob sigilo há anos pelo governo federal. O projeto foi responsável por mostrar que o governo federal vinha mantendo centenas de documentos sob segredo, mesmo depois de expirado o prazo de sigiloso (e nós abrimos muitos deles!). Veja, por exemplo, documentos inéditos da negociações do Brasil com Cuba e Angola.

Governo*

GT Nova Política Nacional de Dados Abertos 

Em 2019 a Controladoria Geral da União (CGU) assumiu a Política Nacional de Dados Abertos, até então sob gestão do Ministério da Economia. Para construção da nova política a CGU convocou entidades da sociedade civil para auxiliar no processo colaborativo. A Fiquem Sabendo é uma das organizações integrantes do Grupo de Trabalho (GT). A 1a Reunião Técnica sobre a Política Nacional de Dados Abertos aconteceu no dia 21 de novembro de 2019 na sede do Instituto Ethos, em São Paulo.

Embaixadores da Cidadania

A Fiquem Sabendo é parceira oficial do programa Embaixadores da Cidadania, iniciativa da Controladoria Geral de Goiás. O projeto irá formar 500 cidadãos para o controle ativo dos recursos públicos do estado. 

* A Fiquem Sabendo não recebe recursos públicos pela participação nos projetos que envolvem o governo. Em ambos os casos a agência atua como consultora representante da sociedade civil, voluntariamente.